quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Desde então, desde sempre...


Teu sorriso adentrou minha vida e cativou meus olhos...
E desde então sinto que é em teu sorriso que mora minha paz.
Desde então sinto que quando tu sorris, a vida sorri para mim.
Tuas mãos apertaram as minhas... E me senti tão vulnerável, mas ainda assim tão forte!
Senti-me entregue a um amor maior que meus maiores medos...
Senti-me entregue a teu amor e ao amor que despertaste em meu peito.
Meu coração desenha sonhos que nasceram graças a tua fé...
E de meu peito brotam versos que só fazem sentido porque sinto teu amor aqui dentro!
Ofereceste-me a graça mais nobre: a esperança!
E hoje percebo que era por ti que eu esperava...
Te aguardava e, sem saber, guardava para ti essas palavras:
Sinto que meu coração é e sempre foi teu!

2 comentários:

Beatrice Monteiro. disse...

"e desde então, sou porque tu és
e desde então és, sou e somos
e por amor serei, serás, seremos"

(Pablo Neruda)

Ismael Alves disse...

nossa! que lindo! obg! :)