quarta-feira, 2 de junho de 2010

confesso que...

quando penso em um verso...
ao escrevê-lo, grito o que eu sinto:

o meu amor, por você.

Um comentário:

Beatrice Monteiro. disse...

E confesso que quando leio teus versos, sinto a gratidão transbordar... Obrigada!