quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Aula


No início estava nervosa... Tão nervosa quanto na primeira vez que falei para a sala toda na escola... Tão nervosa quanto no meu primeiro seminário na universidade... Só não tão nervosa quanto no meu primeiro encontro com Ismael Alves (riso!). Muita pressão para meu coraçãozinho menino... Ver minha tia ali, prestando atenção no que eu dizia, anotando no caderno que trouxera... Minha tia! Aquela que é ao mesmo tempo um tanto mãe, um tanto ídolo... Que é um pedação de mim!
Mas outro sentimento foi se revelando, aos poucos, e vencendo o nervosismo: a vontade de conseguir passar aquilo para ela... E a felicidade que estar ali me proporcionava. E a cada pergunta que ela fazia, a cada resposta que ela me dava, a vontade de ensinar e a felicidade de poder ensinar aumentavam. E crescia em mim a certeza: sim, é isso que gosto de fazer, é isso que quero fazer!
Sim, poder vê-la exercitando, vencendo dificuldades, galgando etapas... Ah! Vai além do que eu possa escrever aqui – é maravilhoso! E sou grata a humildade dela em me deixar dar aula – eu que provavelmente, a seus olhos, nunca deixarei de ser a menina, a pequena que ela viu crescer. Admiro a disposição da minha tia... E agradeço.
Cada dia estou mais convencida da sabedoria das palavras de Cora Coralina:
“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”.

4 comentários:

Ismael Alves disse...

ah, que legal.
fico feliz com todo o mar de emoções.

:D

torcendo daqui.

Beatrice Monteiro. disse...

Agradeço pela tua torcida e apoio... São muito importantes pra mim =)

Verônica disse...

Own! Minha mania dando aula! Fico orgulhosa de vc viu. Mesmo estando longe, e vc sendo tão novinha, eu vejo uma grande pessoa. E aprendo tanto com vc...Te amo!

Beatrice Monteiro. disse...

Ah! Que bonito, Vê! Obrigada por cada palavra. Também aprendi e aprendo um tantão contigo... Te amo!