terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Poema



Me guarda bem, meu bem, nos teus abraços. É que tenho medo...
Tenho medo das coisas mais bobas, eu sei, mas quem não tem?

Me leva sempre que puder como o teu filho.
Canta desafinada uma canção de amor.

Desliga a TV e abre a garrafa de vinho.
Quer ajuda pra preparar o jantar?

Temos tanta coisa pra falar...
Você me conta como foi seu dia...

É que hoje eu descobri que a gente é passageiro nessa vida.
E que todo tempo é pouco quando a gente para pra pensar...

E pra dizer que ama.
E eu te amo, bem.

2 comentários:

Beatrice Monteiro. disse...

Que bonito todo o texto!

Verônica disse...

Achei lindo tb!*_*
Verdade, a gente perde tempo com as pequenas coisas...mas ele passa e não volta.