sábado, 13 de novembro de 2010

Frenesi


Tua pele incendeia a minha.
Teus beijos também.
Eu me entrego a paixão dessa estação e sigo...
Louco, enamorado, apaixonado
por teu seio, paz e sensibilidade.

Quero me atirar à paz fragrante da tua carne.
E me enroscar no perfume dos teus dias.
Fenecer nas rugas compostas pela decomposição das décadas.
Quero viver de amor.
Quero queimar amor.

Quero me perder no frenesi mais sincero
Como um todo tolo só:
Eu e você.
Eu e você.
Eu e você.
 

Um comentário:

Beatrice Monteiro. disse...

Voraz... Intenso... Lindo!