terça-feira, 6 de março de 2012

Em cena

A platéia do outro lado espera o riso,
Mas, em meu peito, a noite é tragédia.
Visto então a minha máscara, o meu sorriso.
Esta alegria, eu finjo até pra mim.
Às vezes é bom perder-se, assim, no papel...
Sou eu minha grande mentira.


Um comentário:

Cíntia Raquel disse...

me IDENTIFIQUEI muito ! Como diz Cazuza: '' Faz parte do meu show''