quarta-feira, 29 de setembro de 2010

O primeiro fim

Um pequeno texto com cara de final e jeito de começo.

Assim,
lembrando que todo fim
era, por consequência,
um começo de outra coisa
que ainda nem conhecia
(e nem podia conhecer,
porque nem começara),
o menino sorriu.

Ainda com os olhos ardendo,
ainda com medo,
ainda sofrendo,
ele sorriu...
E partiu,
com o sorriso encontrado no rosto
E a espera por um outro início
A balançar seu coração ousado
De menino pequeno e assustado.

2 comentários:

LuAna disse...

Bia cada dia me surpreendo com seus textos...
cada um com sentimento, eu sinto as suas palavras, "soam" muito nos meus olhos(rsrs):D bjs!!

Beatrice Monteiro. disse...

Fico felicíssima em ler isso, Luana. Obrigada pelo comentário e pela atenção! :D